Conteúdo exclusivo sobre mercado imobiliário

Financiamento

Descubra como é feita a análise de crédito e saiba o que fazer para ter o seu aprovado

26/09/2019

Descubra como é feita a análise de crédito e saiba o que fazer para ter o seu aprovado

Entender como é feita uma análise de crédito é uma prática bastante importante para que sua solicitação de um financiamento imobiliário seja aprovada. Ao conhecer os trâmites desse processo e quais elementos aumentam suas chances de conseguir a liberação do valor desejado, você poderá se preparar melhor para fazer o pedido.

Para ajudar você a compreender melhor a análise de crédito, preparamos um guia rápido com algumas das principais dúvidas relacionadas ao tema. Acompanhe!

O que é a análise de crédito e qual a sua importância?

A análise consiste em um processo em que quem concede o crédito (agente cedente) avalia os riscos dessa operação com base na condição financeira de quem solicita o crédito (tomador). Nesse sentido, o seu potencial de pagamento do valor obtido também é avaliado.

A análise de crédito faz-se essencial para preservar a saúde financeira da construtora — afinal, evita que o cliente arque com um valor maior do que suas condições permitem e, assim, venha a se endividar.

Na Living, por exemplo, há uma análise de crédito para quem adquire imóvel na planta e outra para quem o compra pronto. No primeiro caso, a análise é feita para verificar se a pessoa que está adquirindo a propriedade terá condições de pagar o fluxo durante a obra e, quando ocorrer a entrega, se a renda dela será compatível com o financiamento. No segundo caso, a construtora trabalha mais próxima ao banco que fará o financiamento imobiliário.

Itens como inadimplência e número de extratos são considerados na análise. Por falar em inadimplência, manter esse indicador baixo é importante para a saúde financeira da construtora. Se esse processo não for eficiente, o número de contratos não pagos poderá subir e comprometer a construção de unidades adquiridas na planta devido à falta de capital.

“Fazemos muito benchmarking com outras construtoras e a Living é a que tem a menor inadimplência do mercado. A nossa carteira tem uma inadimplência de 2%, sendo que verificamos outras com 15%, 20%. Então, a diferença é gritante”, informa André Rodrigues, coordenador financeiro e responsável por crédito e repasse na Living.

Como é feita a análise de crédito?

O potencial cliente entra em contato com a empresa de modo online ou por chat. Ele é atendido por um corretor ou alguém da área de vendas. Após isso, temos as seguintes etapas:

  • aprovação da proposta de renda, que envolve a negociação de fluxo, tanto de parcelas anuais quanto das mensais;
  • após a aprovação, o pessoal do crédito solicita a documentação mínima para a análise. Alguns exemplos são RG, CPF, comprovante de residência, comprovante de renda e uma ficha cadastral preenchida;
  • a documentação é enviada para a mesa de crédito e ocorre a análise;
  • é feita a consulta do cadastro Serasa do cliente, a fim de verificar se o interessado tem negativações, protestos, ações judiciais etc.;
  • há outras consultas de mercado;
  • avalia-se a renda com base no fluxo que o potencial cliente apresentou para a Living. “Nas tabelas da Living, o cliente precisa pagar 25% em obras. Financiamos com o banco os outros 75% ou, dependendo, em uma proporção de 30% e 70%”, comenta André;
  • a mesa de crédito avalia a renda que a pessoa comprovou, se ela consegue pagar as parcelas do financiamento e se consegue o próprio financiamento.

Vale destacar, portanto, que a possibilidade de aprovação do financiamento imobiliário pelo banco também é considerada. “Trabalhamos com parâmetros de todos os bancos. Dependendo do empreendimento enviado, eu já sei qual o banco, a taxa que ele trabalha, o prazo e o limite de idade. Está tudo parametrizado no sistema usado para análise de crédito”, explica o coordenador financeiro.

“No caso da Living, temos 40 minutos para resolver 80% das solicitações e, no máximo, uma hora para resolver os outros 20%. Esse é meu Service Level Agreement (SLA) de resposta e temos cumprido a maior parte”, explica André.

Quais os motivos que fazem o crédito não ser aprovado?

Um motivo que pode dificultar a aprovação de crédito é a quantidade de restrições no Serasa. Se um potencial comprador tem muitos protestos, cheques sem fundo, situações de falência de empresa, entre outros, a proposta possivelmente será negada.

Outro ponto importante é a adequação da renda ao fluxo de pagamento exigido. Na Living, o comprometimento máximo é de 30% — ou seja, se a pessoa ganha R$10 mil, ela poderá pagar até R$3 mil por mês. Se a proposta for de R$5 mil ou a negociação do imóvel exigir tal valor, não ocorre a aprovação.

Como ter o crédito aprovado mais rapidamente?

O primeiro passo, nesse caso, é revisar o valor proposto ou dar uma entrada maior, a fim de que as parcelas fiquem adequadas ao limite de 30% da renda mensal.

Há também a sugestão de repassar o maior número possível de informações, que incluem as comprovações de renda. Dessa forma, torna-se mais fácil para a mesa de crédito avaliar a proposta de forma positiva. Se você envia poucos dados, há o risco do processo demorar ainda mais.

Seguir essas dicas poderá aumentar suas chances de ter sua análise de crédito aprovada. Além delas, é importante verificar atentamente as exigências desse processo e, em caso de dúvidas, entrar em contato com a equipe da construtora para resolvê-las.

Gostou do conteúdo? Aproveite para conferir quais são os erros no financiamento imobiliário que precisam ser evitados!