fbpx
Financiamento imobiliário

Especialista mostra como se planejar para realizar financiamento imobiliário

O financiamento imobiliário é uma das alternativas mais acessíveis para quem quer realizar o sonho de comprar sua própria casa ou o apartamento. As condições variam de acordo com a instituição financeira e o imóvel desejado, mas o pagamento parcelado é bem atraente. Entretanto, se planejar para esse processo costuma ser um desafio para muita gente.

Pensando nisso, conversamos com Daniela Reis Carneiro, Analista de Crédito na Living, para criar este conteúdo especial sobre o tema. Especialista no assunto, ela compartilhou conosco algumas dicas de como se planejar para o financiamento. Além disso, relembraremos como funciona o financiamento e mostraremos os erros que você deve evitar para não passar sufoco. Confira!

Entenda o que é um financiamento imobiliário

O financiamento é uma modalidade de compra na qual uma instituição financeira oferece um crédito para o pagamento parcial ou total do imóvel e recebe de volta esse dinheiro de forma parcelada, com juros. Em geral, isso é feito por um banco, pela própria construtora ou por outra empresa que ofereça o serviço. O processo envolve uma análise de crédito, na qual a instituição avalia se a aprovação do cliente é viável.

As condições de quitação desse valor, por sua vez, são estabelecidas ao longo dessa etapa, podendo variar de acordo com o perfil do comprador, o que inclui a sua renda. É comum, por exemplo, que o acordo envolva o pagamento de uma entrada. Esse valor pode chegar a uma boa parte do total, se o cliente desejar, mas é possível encontrar instituições que cobrem até mesmo valores simbólicos apenas para firmar o contrato.

Nesse sentido, é importante buscar uma empresa confiável e de boa reputação para que as questões burocráticas e a própria liberação do crédito sejam transparentes e aconteçam no tempo certo. Além disso, é fundamental ter um bom planejamento financeiro — afinal, o financiamento pode durar muitos anos.

Vejamos, então, o que a Analista de Crédito da Living tem a sugerir para quem quer financiar uma casa ou um apartamento com tranquilidade.

4 dicas de especialista para fazer um financiamento imobiliário

“Para iniciar a compra”, explica Daniela, “é necessário encontrar um imóvel que se encontre dentro da capacidade financeira do comprador”. Os motivos são justamente a entrada e a análise de crédito, já que ambos variam de acordo com o perfil do interessado e, principalmente, com o valor do imóvel.

Daniela destaca, então, 4 dicas essenciais. Confira a seguir!

1. Planeje-se para uma dívida em longo prazo

Um imóvel pode ser parcelado de forma que a quitação só ocorra depois um longo período, chegando a 30 ou mesmo 35 anos. Se o objetivo inicial é facilitar o acesso à compra, o cliente deve se organizar para pagar o financiamento em dia. Afinal, o atraso das parcelas pode trazer problemas, como a cobrança de juros maiores ou a necessidade de devolver o imóvel.

Isso nos leva à segunda dica.

2. Prepare-se para pagar as outras taxas

Além da entrada e das parcelas do financiamento, é preciso pagar outras taxas, como o Registro de Contrato, o Imposto sobre a Transmissão de Bens Móveis (ITBI), custas do cartório e do banco etc. Por isso, é fundamental estar de olho nas informações passadas pela financiadora — e aí temos a importância de contar com uma instituição transparente e honesta.

Os valores podem pegar você desprevenido, então não deixe de conferir quanto e quando você precisa pagar cada taxa. Assim, você pode criar uma reserva específica para isso.

3. Esteja atento às regras para liberação do FGTS

A legislação brasileira permite sacar parte ou a totalidade do FGTS para financiamento imobiliário. Porém, apesar de ser algo que facilita a vida de muita gente, isso exige que o comprador esteja de acordo com as condições estabelecidas. Então, se for utilizar o FGTS, esteja atento às regras para liberação. Em alguns casos, o próprio banco pode fazer a consulta de saldo e informar você sobre o que exatamente precisa ser feito.

4. Faça uma pesquisa de mercado

Uma das sugestões de Daniela é bem direta: “pesquise sobre taxas”. Isso é fundamental, pois “nem sempre o banco popular tem a menor taxa de juros”, ela explica. Isso significa que, mesmo que você queira um financiamento com parcelas mais baixas, não basta encontrar uma única instituição que atenda a essas demandas e fechar negócio.

Faça comparações, busque alternativas e negocie. Se um banco aprova sua linha de crédito, é possível que um outro com taxas mais acessíveis também aprove. Então, vale a pena investir esforços nisso. Em longo prazo, a diferença financeira pode ser grande.

Conheça os erros que devem ser evitados

Daniela aponta que um dos principais erros é “comprometer mais que 30% do valor da renda familiar”. Em geral, essa é a referência utilizada pelos bancos para definir as parcelas: acima disso, a chance de o comprador não conseguir manter o pagamento são muito grandes. Então, “é necessário atentar no comprometimento de renda, visto que isso prejudica o valor a ser aprovado”.

Daniela sugere “não adquirir nenhum tipo de empréstimo, compras no cartão de crédito, crediário etc.”, pois isso ocupa uma parte significativa do orçamento pessoal e pode barrar a aprovação, caso ultrapasse os 30% do salário. Vale lembrar que pessoas casadas podem unir seus rendimentos no cálculo para compor uma renda maior. Ainda assim, é preciso colocar os gastos na ponta do lápis e evitar novas dívidas nesse momento.

Por fim, tenha em mente que o próprio imóvel deve ser avaliado com cuidado. Um erro comum é acreditar que preço e qualidade estão diretamente relacionados. Na verdade, é possível encontrar imóveis baratos de ótima qualidade e outros mais caros que deixam a desejar, trazendo frustração. Então, lembre-se de conferir a reputação da construtora e se ela oferece transparência, além de conhecer seus valores e a opinião dos clientes.

São cuidados que fazem toda a diferença e garantem um processo mais tranquilo, desde a formação do contrato até a entrega das chaves. Então, se você está buscando um financiamento imobiliário, coloque essas dicas em prática. Em pouco tempo, você realizará seu sonho da casa própria!

Quer um planejamento realmente eficiente? Então, baixe gratuitamente nossa planilha anual de orçamento pessoal!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.