fbpx
Conteúdo exclusivo sobre mercado imobiliário

Vida no condomínio

Cuidados com coronavírus: orientações Living para a quarentena

31/03/2020

Cuidados com coronavírus: orientações Living para a quarentena

A pandemia do coronavírus já alcançou a maioria dos países. No Brasil, o momento é de tomar medidas coletivas para conter o avanço do vírus, evitando que o sistema de saúde fique sobrecarregado. Pensando nisso, criamos este conteúdo especial para falar sobre os cuidados que todos nós precisamos ter.

Além de um panorama sobre a situação atual no Brasil, falaremos sobre os sintomas da Covid-19 e as formas de prevenção. Para complementar, mostraremos o que você pode fazer para trabalhar com mais conforto da sua casa e quais medidas a Living tomou para manter o atendimento disponível para os clientes. Confira!

O coronavírus no Brasil

A Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, foi registrada no Brasil pela primeira vez no dia 26 de fevereiro e a partir desse ponto, o Ministério da Saúde reforçou as medidas de prevenção e passou a dar orientações quase diárias para a população.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou pandemia mundial no dia 11 de março. Esse anúncio é importante em dois aspectos principais: o primeiro é informar que já existem focos de epidemia local em diversos lugares do mundo; o segundo é que a colaboração entre países — e por parte da população — passa a desempenhar um papel ainda mais fundamental.

Para entender os motivos, basta observar o que aconteceu no Brasil de lá para cá. Neste monitor da pandemia você pode acompanhar os números atualizados diariamente.

Os cuidados com o coronavírus

O novo coronavírus — assim chamado por ser uma variação recente de um vírus já monitorado há muitos anos por pesquisadores — é causado pela Covid-19, doença com sintomas muito similares a uma gripe, resfriado e pode até ser confundida com uma crise alérgica. Por isso, fique atento. Veja o que você pode sentir se for infectado:

  • tosse seca;
  • dor de garganta;
  • nariz entupido;
  • coriza;
  • dores no corpo;
  • cansaço excessivo;
  • diarreia;
  • febre;
  • dificuldade para respirar (nos casos mais graves).

Caso você não se enquadre no grupo de risco, o Ministério da Saúde, seguindo orientações da OMS, indica que só se deve procurar um hospital caso os sintomas causem dificuldade para respirar. Mas, afinal, por que só nesse ponto?

O primeiro motivo é que a doença é relativamente leve para a maioria das pessoas e não tende a trazer grandes preocupações. O segundo é que ainda não existem remédios específicos para tratar a doença, o que significa que uma ida ao pronto-socorro é pouco eficiente. O terceiro e mais sério é que o excesso de pessoas nos hospitais aumenta a chance de propagação da doença, principalmente para os idosos e demais grupos de risco.

É esse o motivo pelo qual a quarentena é crucial para lidarmos com o coronavírus. Evitando o contato social excessivo, reduzimos o ritmo de proliferação do agente causador da doença e evitamos que os hospitais sejam sobrecarregados. Na Itália, por exemplo, essas medidas foram tomadas tarde demais e o sistema de saúde entrou em colapso, aumentando o risco de morte para muitas pessoas.

A orientação, então, é trabalhar em casa sempre que possível e sair somente em casos extremamente necessários. Veja as dicas que preparamos para essa situação:

Home office: boas práticas para o trabalho remoto durante a quarentena

Tenha em mente dois fatores na hora de planejar sua rotina de home office: a primeira é que o ambiente deve permitir que você realize suas atividades com eficiência e conforto (evitando problemas de ergonomia, por exemplo). A segunda é que os cuidados com coronavírus devem ser mantidos nesse ambiente. Então, siga as dicas a seguir.

Comece reorganizando os móveis da casa de forma a ter um cantinho só seu, longe do barulho. Se você não tem escritório, improvise um com uma boa mesa e uma cadeira confortável. Certifique-se de que essa disposição permita que você trabalhe com a postura adequada, já que a perspectiva é de algumas semanas nessa rotina.

Faça pausas rápidas a cada hora para se alongar, comer e beber água. Se você mora em apartamento com sacada, aproveite o espaço para tomar um ar fresco e um pouco de sol. E por falar em ar, lembre-se: o vírus sobrevive mais tempo em ambientes secos. Então, evite o ar-condicionado e mantenha as janelas abertas sempre que possível.

Assim, você mantém uma rotina mais saudável ao longo do período de quarentena.

O funcionamento da Living durante a quarentena

A Living tem investido seus esforços para fornecer toda a informação que os clientes precisam, além de reformular sua dinâmica de trabalho para reduzir ao máximo os riscos. O Portal do Cliente, por exemplo, segue disponível com diversos serviços de autoatendimento, nos quais você pode tirar dúvidas e fazer solicitações diversas. Por conta própria, você pode pedir seu informe de rendimentos, por exemplo.

Além disso, você pode continuar enviando dúvidas e solicitações para nossas equipes pelo site. O que muda é o atendimento presencial, que não será realizado até uma nova orientação do Ministério da Saúde. Por isso, durante esse período, você pode optar por entrar em contato pelo Portal do Cliente ou pela Central de Atendimento Telefônico, que segue disponível para emergências.

Visitas técnicas e eventos em geral, por sua vez, também estão temporariamente suspensos. Assim que houver uma mudança na organização de trabalho da Living, os clientes serão notificados.

Por fim, uma última orientação diz respeito à segurança dos condomínios. O fato é que, com o avanço da crise, foram identificadas em diferentes lugares do Brasil algumas tentativas de golpe. Em alguns casos, mensagens falsas são enviadas em grupos de WhatsApp por pessoas que se identificam como servidores do Ministério da Saúde ou de outros órgãos de saúde.

Se você receber esse tipo de tentativa de golpe, não forneça qualquer dado pessoal ou da sua residência. Denuncie qualquer solicitação de informações e conscientize seus amigos e familiares sobre esse risco.

Agora que você já sabe quais cuidados com coronavírus deve ter, crie um ambiente agradável para trabalhar em casa e fique atento às orientações do Ministério da Saúde e da OMS. Com a cooperação de todos nós, a situação logo se normalizará. Enquanto isso, sigamos todos praticando nossa solidariedade!

Gostou das dicas? Então, aproveite para compartilhar o post nas redes sociais e levar essas informações para quem precisa!