fbpx
independência financeira

Saiba qual a relação entre independência financeira e imóvel próprio

Planilha de compras de supermercadoPowered by Rock Convert

A independência financeira é um dos principais requisitos para alcançar grandes objetivos. Graças a ela, é possível aproveitar a vida como bem entender, seja viajando, comprando um objeto de desejo ou até o apartamento dos sonhos — cada conquista ao seu tempo.

Algumas pessoas a alcançam com tanta eficiência que podem se dar ao direito de parar de trabalhar ainda jovens, dedicando-se, exclusivamente, a fazer aquilo que lhes dá prazer. Mas para chegar a esse nível, deve-se combinar planejamento financeiro e escolhas inteligentes.

Neste artigo, explicamos o que significa ter independência financeira e por que isso tem a ver com a compra de um imóvel. Continue a leitura e entenda a relação!

Por que ter independência financeira é tão importante?

A independência financeira proporciona, entre outras coisas, liberdade, segurança e autonomia. No entanto, como se trata de uma conquista gradual, esse conceito não é entendido, da mesma maneira, por todas as pessoas.

Em cada etapa da vida, há um estágio diferente de independência financeira. São eles:

  • liberdade do salário, que é quando a pessoa possui uma reserva financeira que a permite manter seu padrão de vida por algum tempo (de dois meses a um ano), mesmo sem receber salário;
  • liberdade de contas, que é quando a pessoa não possui dívidas, quita suas contas em dia e ainda consegue poupar uma quantia mensal para realizar objetivos maiores;
  • liberdade de emprego, que é quando a pessoa tem múltiplas fontes de renda, o que faz com que, caso perca sua principal receita, outros recursos a permitam seguir em frente;
  • liberdade total, que é quando a pessoa consegue viver, plenamente, com um conjunto de rendas (aposentadoria, aplicações financeiras, recebimento de aluguéis, entre outras fontes), sem a obrigação de continuar trabalhando para se manter.

Qual é a relação entre independência financeira e imóvel próprio?

Quem mora de aluguel gasta uma generosa fatia do orçamento mensal com um custo que não gera retorno. Muitas vezes, um valor semelhante poderia ser investido na aquisição de um imóvel próprio, por meio de financiamento.

Nesse caso, o montante não “desaparece”, mas vai para a construção do seu patrimônio. Inclusive, futuramente, esse primeiro apartamento pode ser alugado para terceiros, transformando-se em uma fonte de renda.

Além disso, não se pode ignorar o fato de que os valores dos imóveis tendem a se valorizar com o tempo — principalmente, quando bem localizados. Assim, caso decida vendê-los, é bem provável que o proprietário tenha um bom lucro na negociação.

Como alcançar a independência financeira para comprar um imóvel?

Conquistar a independência financeira exige planejamento. O primeiro passo é fazer um controle preciso de todos os seus ganhos e gastos. Para facilitar, monte uma planilha de orçamento pessoal bem detalhada (ou use um aplicativo), concentrando-se em cortar gastos desnecessários.

Em segundo lugar, assim que possível, comece a criar sua reserva de emergência. Ter esse montante guardado (equivalente a seis meses de despesas mensais, pelo menos) não apenas minimiza o estresse, em caso de eventualidades, mas permite se reestabelecer mais rápido.

Por fim, quando chegar a hora, invista seu dinheiro. Essa é a melhor forma de chegar à independência financeira total. Mas não se esqueça de diversificar suas fontes de renda: nesse caso, adquirir imóveis com elevado potencial de valorização é uma excelente estratégia. Afinal, na hora de vender ou alugar, um patrimônio imobiliário de alto padrão gera mais rentabilidade!

Quer saber como começar? Então, continue a leitura e veja como comprar o primeiro imóvel!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.