fbpx
Conteúdo exclusivo sobre mercado imobiliário

BEM-ESTAR

Novembro Azul: vamos falar sobre o assunto?

17/11/2020

Novembro Azul: vamos falar sobre o assunto?

Enquanto o Outubro Rosa engaja a maioria das mulheres, o Novembro Azul, infelizmente, ainda não recebe a mesma atenção do público masculino. Por preconceito ou puro desinteresse, alguns não se preocupam com os cuidados preventivos em relação à própria saúde. A boa notícia é que essa postura retrógrada está ficando para trás! Homens de meia-idade e até jovens estão cada vez mais engajados sobre o autocuidado.

Neste post, você ficará por dentro da campanha mundial que busca conscientizar a população sobre a importância de diagnosticar o câncer de próstata precocemente. Continue a leitura e veja por que se cuidar também é coisa de homem!

Como surgiu o Novembro Azul?

O Novembro Azul surgiu em 2003, na Austrália. A campanha foi idealizada por um grupo de amigos que decidiu alertar os homens contra o câncer de próstata e dar visibilidade ao tema. Aos poucos, a ideia ganhou adeptos pelo mundo e, no final dos Anos 2000, chegou ao Brasil. A data escolhida como marco de combate à doença é o dia 17 de novembro. Nessa ocasião, inúmeras ações de conscientização são realizadas mundo afora.

Por que o bigode é o símbolo do Novembro Azul?

Enquanto o laço rosa representa o movimento de prevenção ao câncer de mama, o bigode, símbolo da masculinidade, representa o Novembro Azul. Tanto que, internacionalmente, deu origem ao movimento Movember — junção dos termos “moustache” ou “mo” (bigode, em inglês) e “november” (que significa novembro).

Nesse período, milhões de homens deixam seus bigodes crescerem. Assim como vestir azul ou usar acessórios com o símbolo, trata-se de uma forma coletiva de mostrar à adesão a causa.

Como o Brasil se mobiliza na campanha?

Além de ações públicas, conduzidas pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA), associações de saúde (como a Sociedade Brasileira de Urologia), instituições sem fins lucrativos (como o Instituto Lado a Lado pela Vida) e empresas privadas realizam uma série de campanhas para conscientizar a população sobre a necessidade de superar preconceitos e cuidar da saúde.

O intuito é desmistificar e incentivar a realização dos exames de rastreamento (o PSA e o toque retal), quando houver indicação médica — ou seja, em grupos específicos, considerados de risco.

Ao mesmo tempo, há o incentivo para melhorar os hábitos no dia a dia. Afinal, é uma das principais medidas para prevenir o aparecimento de doenças, inclusive o câncer. Por isso, os especialistas indicam:

  • manter uma alimentação balanceada, rica em alimentos frescos e pobre em ultraprocessados;
  • praticar esportes regularmente;
  • ter uma vida sexual saudável;
  • minimizar o estresse e procurar dormir bem;
  • não usar anabolizantes (bombas de testosterona);
  • evitar o consumo excessivo de álcool, bem como o tabagismo.

Qual é a importância de falar sobre o câncer de próstata?

O diagnóstico precoce do câncer de próstata aumenta as chances de sucesso no tratamento. Mas por se tratar de uma doença, na maioria das vezes, assintomática, muitos só a descobrem em estágio avançado, quando o prognóstico é menos favorável. Por isso é tão importante falar sobre o assunto.

Mas atenção: as ações do Novembro Azul são apenas um lembrete para uma causa que independe do mês. Todo dia é dia de cuidar da saúde! Portanto, tenha uma rotina saudável, faça visitas médicas regulares e mantenha seus exames de rotina em dia. Adotando essas boas práticas, você terá muito mais qualidade de vida!

Gostou do conteúdo? Então, incentive seus amigos a se cuidarem também. Aproveite e compartilhe este post em suas redes sociais!


Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *