fbpx
Conteúdo exclusivo sobre mercado imobiliário

DICAS

7 dicas para organizar ambientes pequenos e ficar mais confortável

30/07/2020

7 dicas para organizar ambientes pequenos e ficar mais confortável

“Como organizar ambientes pequenos e tirar o máximo proveito deles para que fiquem não apenas arrumados, mas também confortáveis e espaçosos para a minha família e as minhas visitas?” — essa é uma pergunta repetida à exaustão por quem tem um ou mais cômodos compactos no lar e está enfrentando problemas para lidar com a bagunça.

Pensando nisso, preparamos um artigo com dicas bem práticas e descomplicadas que o ajudarão a deixar o seu apartamento na mais perfeita ordem. Acompanhe!

1. Adote a regra do “menos, é mais”

A primeira dica quando o assunto é organizar ambientes pequenos envolve adotar a regra do “menos, é mais” nos cômodos. Isso porque muitas pessoas não percebem, mas elas são acumuladoras natas. Por conta desse hábito, elas mantêm em casa, diversas coisas que não têm utilidade e o pior: só servem para ocupar espaço e deixar os recintos abarrotados e desconfortáveis.

Por isso, para colocar esse mandamento em prática, tire um dia para avaliar os cômodos do imóvel e identificar o que é dispensável neles, podendo ser guardado, passado para outro ambiente, doado ou até mesmo vendido. As opções são bem diversas!

Afinal, uma sala, por exemplo, não precisa ter quatro tapetes, 20 quadros, 15 almofadas, três mantas, cinco pufes, 30 livros, 10 vasos e por aí vai. Esses excessos só servem para sobrecarregar de informação os locais, reduzir a sua mobilidade dentro da sua própria moradia e dar trabalho de sobrar para arrumar e faxinar.

2. Conte com caixas organizadoras

Caixas organizadoras também são excelentes para colocar ordem nos ambientes mais compactos. Isso porque elas centralizam em um só lugar aquelas coisas em grande quantidade e que facilmente deixam os cômodos desarrumados e podem, inclusive, causar acidentes quando estão espalhadas pelo chão. Por exemplo, brinquedos de crianças, acessórios de pets, papelada, produtos de limpeza, itens de papelaria etc.

O mais legal desses acessórios é que eles também podem ser usados em guarda-roupas, closets, despensas, gabinetes de banheiro e armários para cozinha pequena, pois ajudam a poupar e otimizar espaço interno, proteger objetos delicados, a separar os itens (como utensílios domésticos, roupas, produtos de higiene e alimentos) em categorias.

3. Mantenha um cesto de roupa suja na lavanderia

Esqueça aquela ideia de jogar as roupas sujas, especialmente as peças de cama, em cima da máquina de lavar, da tábua de passar ou dos espaços abertos dos armários que ficam na área de serviço até que virem uma verdadeira pilha de roupas.

Como a lavanderia já costuma ser um canto com medidas reduzidas, é fundamental evitar esse costume que só deixa o local abafado e uma bagunça total. No lugar, opte por ter um cesto de roupas sujas onde você possa armazená-las enquanto não as lava.

4. Utilize penduradores no lar

A quarta dica é utilizar penduradores no lar, principalmente em cômodos como a cozinha, os banheiros, o hall de entrada, a área de serviço e os quartos. Pequenos e práticos, eles servem para que roupas (como casacos, blusas e jaquetas), acessórios (como chapéus, lenços e echarpes), itens de banho (como toalhas e roupões) e itens de uso doméstico (como avental, pano de prato e luva térmica) não fiquem espalhadas pelos cômodos.

Afinal, além de deixar os espaços bagunçados — e com aquele aspecto de que acabou de passar um vendaval por eles —, isso ainda dificulta o seu dia a dia quando você precisa usar uma das peças que citamos, mas não consegue encontrá-la ou não se lembra de onde a deixou já que não há um local certo para que ela fique guardada.

5. Use treliças para o seu jardim

Se você cultiva plantas em diferentes vasos, evite os deixar espalhados pelo chão ou em móveis baixos. No lugar, use uma ou mais treliças para organizar as espécies em um só lugar e montar o seu próprio jardim pessoal e vertical.

Isso reduz as chances de esbarrões que podem os derrubar e problemas com animais de estimação que queiram arrancar ou até comer as folhas. De quebra, ainda facilita a tarefa de regar as plantas e o manuseio delas para ambientes na sombra e com exposição ao sol. Dá até para apostar em umas técnicas de pintura para apartamento para deixar a parede onde ela será colocada mais personalizada. Que tal a ideia?

6. Invista em móveis organizadores

Fora o que já foi dito, invista em móveis organizadores para a sua residência. São aqueles itens que parecem ter apenas uma função (muitas vezes, decorativa), mas, na verdade, são projetados justamente para ajudar na arrumação e em um melhor aproveitamento dos ambientes pequenos. Alguns exemplos:

  • bancos para o hall de entrada com compartimento interno que funciona como sapateira, o que evita que os calçados fiquem largados de qualquer jeito na entrada do apartamento — e já causando logo de cara uma má impressão nas visitas;
  • escrivaninha retrátil para quartos que pode ser mantida dobrada na parede — geralmente como parte de um nicho ou estante vertical — quando não está em uso, o que aumenta a área de circulação do recinto e reduz a chance de acúmulo de materiais na superfície dela;
  • bancada para cozinhas com nichos laterais ou internos para você guardar bebidas, colocar fruteiras e deixar pratos, travessas e outros utensílios mais acessíveis, o que reduz a necessidade de prateleiras nas paredes, deixando, assim, o espaço menos poluído visualmente e mais organizado.

7. Coloque um suporte no box do banheiro

Se o seu banheiro não tem nichos nas paredes e o armário dele é bem compacto, o que o leva a deixar a maioria dos produtos de higiene que usa à mostra sobre a pia, não se preocupe. Há uma solução bem simples para sanar esse problema.

Basta adquirir um suporte para colocar na área interna do box. Assim, você pode organizar xampus, sabonetes, condicionadores, esfoliantes e afins, que são usados durante o banho. Ah, e se o banheiro é compartilhado, é só escolher um suporte com múltiplas prateleiras para reservar uma para cada morador.

Como mostrado, há muitas formas simples e descomplicadas de organizar ambientes pequenos e, de quebra, otimizar o espaço deles, deixá-los mais arejados e ainda aumentar a área de circulação. Por isso, comece a segui-las e veja a diferença de ter um apartamento muito mais confortável, funcional e convidativo!

E se você conhece alguém que também tem problemas com organização, já sabe: compartilhe esse artigo com ela nas redes sociais!