fbpx
Conteúdo exclusivo sobre mercado imobiliário

DECORAÇÃO

Acerte na decoração em quarto compartilhado

13/10/2020

Acerte na decoração em quarto compartilhado

Cá entre nós: é bastante comum encontrar lares onde as crianças tenham um quarto compartilhado, não é mesmo? Afinal, essa é uma forma de otimizar o espaço disponível e ter mais tempo para repensar o uso dos cômodos no imóvel quando a família aumenta.

Porém, muitos pais que recorrem a essa solução acabam cometendo erros na composição do ambiente, deixando-o desinteressante, pouco convidativo e até mesmo desconfortável para receber os pequenos. Pensando nessa situação, trouxemos algumas dicas que vão ajudá-lo a personalizar o espaço e ser capaz de surpreender, encantar e entreter os seus filhos, tornando-se o canto preferido deles em toda a casa. Acompanhe!

Aplique o tema no quarto a partir dos gostos em comum

Um dos grandes dilemas que envolvem o quarto compartilhado é como fazer as crianças sentirem que aquele é o espaço delas, onde podem ficar realmente à vontade, e que a decoração infantil transmita tudo aquilo que as faz felizes. No entanto, a solução é mais simples do que se imagina, viu?

Basta conversar com os seus filhos e identificar quais gostos eles têm em comum, como desenhos infantis, brincadeiras, animais, esportes, super-heróis, comidas e por aí vai. Isso porque uma dessas afinidades pode se tornar o tema do décor, o que vai deixar o recinto criativo, divertido e para lá de acolhedor.

Defina uma paleta de cores que agrade ambos

Assim como o tema da decoração deve surgir a partir dos interesses em comum das crianças, o mesmo é válido para a paleta de cores. Isso porque é importante que elas não se sintam incomodadas visualmente, o que pode gerar irritação, ansiedade e estresse. Isso é capaz de atrapalhar nas atividades do dia a dia — como a concentração nas tarefas de casa —, até a rotina de sono — que é fundamental no desenvolvimento infantil.

“Mas o que fazer se os meus filhos gostam de cores totalmente diferentes?”, você deve estar se perguntando. Nesse caso, o segredo é optar por um tom neutro (como o branco) para dominar o ambiente. Já a parte das cabeceiras de cada cama pode trazer pinturas geométricas ou mesmo um papel de parede na tonalidade que cada um gosta. Dessa maneira, a preferência deles é respeitada, o quarto ganha personalidade e o espaço não vai ficar poluído esteticamente.

Conte com itens decorativos para dar personalidade

Uma terceira dica é usar objetos decorativos que deem personalidade ao quarto compartilhado e o deixem como de fato ele é: um dormitório infantil. Ou seja, a decoração do recinto não precisa ser minimalista nem muito menos careta. Ela pode (e deve) ser leve e descontraída, combinado?

Por isso, aqui vão algumas sugestões de peças para o local:

  • tapetes feitos com material EVA;
  • letras decorativas com os nomes dos seus filhos;
  • penduradores de roupa em formato de objetos, brinquedos ou animais, entre outros gostos deles.

Aposte em móveis neutros como divisórias

Não é porque há duas crianças no mesmo quarto que o ambiente não necessita de uma divisória dentro dele. Ao contrário, ela é mais do que bem-vinda no lugar, pois ajuda a definir qual a área de cada um dos filhos, garantindo, assim, que ambos tenham mais privacidade quando quiserem descansar ou estudar, por exemplo.

Porém, é fundamental estar atento ao tipo de divisória que você vai escolher para não ser algo muito chamativo, que desperdice uma área muito grande — que poderia ser utilizada para outra finalidade — e até seja capaz de tornar o cômodo sufocante e desconfortável.

Por isso, uma boa indicação é colocar uma estante vazada no meio do quarto, separando as camas. Além de cumprir o papel de divisória de forma neutra e delicada, ela também pode ser empregada para guardar livros e brinquedos. Para completar, o fato de ser vazada possibilita circulação de ar e passagem de luz através dela, o que deixa o quarto mais agradável.

Otimize o espaço com elementos multifuncionais

Outra dica bastante valiosa quando se trata de quarto compartilhado é apostar em elementos multifuncionais. O motivo é simples: eles evitam o desperdício da metragem do cômodo, diminuindo a necessidade de muitos móveis e aumentando as áreas de circulação. Ou seja, eles trazem mais praticidade e conforto ao ambiente.

O mais legal é que não faltam opções. Dá para investir em:

  • pufes com baús — para guardar brinquedos;
  • camas com nichos móveis — para guardar roupa de cama;
  • mesas para estudo com tampo removível — para guardar o material escolar.

Explore as fotografias das crianças no quarto compartilhado

Para encerrar, aqui vai uma dica bem legal para personalizar a decoração de um quarto compartilhado: use as fotografias das crianças para compor um mural em uma parede livre ou até mesmo esquecida naquele canto do cômodo.

A ideia é que esse mural vá do teto ao chão e conte com pequenos varais, um abaixo do outro, nos quais você pode pendurar as fotos (preferencialmente no formato polaroid), com o auxílio de prendedores. Mas não se trata de qualquer imagem, viu? Elas devem ter um significado por trás.

Por isso, escolha registros de momentos em família que foram marcantes, como piqueniques, idas à praia, passeios nos parques, datas comemorativas, a viagem de férias que a garotada tanto queria fazer, os seus filhos fantasiados como os personagens preferidos deles ou nas atividades pelas quais eles se interessam.

Isso tudo serve para contar não só a história dos pequenos, mas também para mostrar respeito e valorização dos gostos pessoais e das personalidades deles — o que é muito importante para que as crianças desenvolvam a autoconfiança e a autoestima.

Vale mencionar ainda que, com o passar do tempo, dá para substituir as imagens por outras e criar composições — isso torna tal sugestão ainda mais atrativa e dinâmica.

Viu só como um quarto compartilhado não precisa ser algo sem graça? Por isso, anote as nossas dicas e transforme o espaço em um local confortável e adaptado para receber ambas as crianças e que realmente traduza as preferências delas. Afinal, nada melhor do que ter um quarto que é a nossa cara, não é mesmo?

E se gostou das sugestões, que tal também inspirar os seus amigos? É só compartilhar o post nas suas redes sociais!


Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *