fbpx
regras de convivencia entre vizinhos

Veja quais são as principais regras de convivência entre vizinhos

As regras de convivência entre vizinhos tornam possível que diferentes famílias, com culturas, hábitos e gostos distintos, possam habitar em harmonia no condomínio. Por isso, elas valem não apenas para o convívio direto, que se dá nas áreas de uso comum, como devem ser respeitadas dentro de cada apartamento, para que prevaleça o bem-estar coletivo.

Neste post, listamos algumas das principais diretrizes de relacionamento entre condôminos. Conheça-as melhor e entenda por que devem ser cumpridas.

Quais são as principais regras de convivência entre vizinhos?

As regras de convivência entre vizinhos são boas práticas orientadas pelo respeito coletivo. Elas servem para orientar a conduta dos moradores e prevenir conflitos, melhorando as relações no condomínio, como mostrado a seguir.

Barulho

Não se deve fazer barulho após o horário estabelecido para o término das atividades no empreendimento — geralmente, das 22 horas às 8 horas. Isso vale tanto para as áreas comuns como para festas nos apartamentos. Também é preciso ter bom senso quanto ao excesso de ruídos durante o dia, para não perturbar os vizinhos.

Pets

Moradores acompanhados de seus animais de estimação devem usar o elevador de serviço. Se durante o trajeto eles sujarem as dependências, cabe ao tutor limpá-las o mais breve possível. No mais, deve-se tomar todas as medidas para que os pets se sintam confortáveis e não façam muito barulho em casa, principalmente, à noite.

Crianças

As crianças devem ser ensinadas a respeitar, desde cedo, as regras de convivência entre vizinhos — principalmente, a que diz respeito ao barulho. Além disso, vale lembrar que menores de 8 anos de idade não podem circular pelas dependências do condomínio desacompanhados.

Lixo

Na hora de tirar o lixo de casa e transportar para o local adequado, certifique-se de que ele está bem ensacado. Isso evita que o odor se espalhe pelos corredores e previne vazamentos.

Outro ponto que não custa reforçar: nunca jogue lixo pelas janelas do apartamento. Ele entrará pela janela de algum vizinho de baixo ou cairá nas áreas comuns.

Reformas

Seja uma pequena obra ou uma reforma completa, o quebra-quebra só deve começar após receber a autorização, por escrito, do síndico. Isso é necessário para garantir que o reparo não comprometerá as estruturas do prédio.

Além disso, é importante comunicar, previamente, a data de início e a previsão de término aos vizinhos. Assim, durante esse período, cada um pode planejar sua rotina da maneira que achar melhor.

Segurança

Cada morador deve fazer sua parte para manter a segurança no condomínio. Por isso, a entrada de qualquer prestador de serviço ou convidado deve ser reportada à portaria, por meio dos canais de comunicação oficiais adotados no empreendimento.

Garagem

Estacione seu veículo dentro da sua vaga, respeitando os limites das faixas. Também é importante dirigir devagar, respeitando a velocidade máxima permitida na área (10 km/h). Lembre-se, ainda, de que a preferência de circulação na garagem é sempre de quem está chegando.

Quais atitudes ajudam a melhorar a convivência no condomínio?

Comece cumprimentando as pessoas com quem cruzar. Em tempos de pandemia, não é preciso tocar em ninguém: basta dar bom dia, boa tarde ou boa noite.

Nos elevadores, espere as pessoas saírem antes de entrar. Além disso, nunca “segure” o elevador parado, principalmente em horários de pico.

No mais, transporte as compras do supermercado pelo elevador de serviço. E não se esqueça de devolver o carrinho no local certo.

Como proceder caso ocorra algum incidente?

Novamente, a educação é a base de tudo. Se houver um acidente com outro veículo, por exemplo, deixe um bilhete informando o ocorrido, peça desculpas e deixe seu contato.

Já no caso do seu veículo ter sido danificado, converse com calma e bom senso. Todo problema pode ser resolvido.

Por fim, caso tenha alguma reclamação que não possa ser resolvida por meio do diálogo, evite fofocas e leve-a, formalmente, ao síndico. Afinal, cabe a ele tomar as providências cabíveis. Mas, felizmente, quando as regras de convivência entre vizinhos são respeitadas, esse tipo de situação ocorre raramente. O que se vê são famílias em harmonia, desfrutando da qualidade de vida proporcionada pelo empreendimento!

Quer saber mais sobre o assunto? Então, confira nosso material sobre como ter uma boa convivência em condomínio!

Qual tipo de vizinho você é em seu condomínio? Descubra!Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.